PODE O SERVO DE DEUS ENTRAR EM DEPRESSÃO?

Antes de abordar este tema é importante conhecer melhor sobre o assunto nos aspectos científicos. Muitas pessoas confundem a depressão com sentimentos como: tristeza, desânimo, preguiça, falta do que fazer ou uma forma de chamar a atenção, etc. Esses sintomas são de fato inerentes a depressão, entretanto, para ser caracterizada depressão é necessário que se manifestem por mais de duas semanas e estejam presentes na maior parte do dia durante tal período. Mas o que é depressão? Depressão é uma doença do humor caracterizada por um conjunto de sintomas variados, que comprometem o orgânico, o afeto e o pensamento. Trata-se de uma doença que pode afetar a capacidade de percepção, dificultando o relacionamento da pessoa com o mundo e consigo mesma. De acordo com o dicionário Aulete a depressão é um estado patológico, de natureza orgânica e psicológica, que envolve abatimento, desânimo, inércia e, às vezes ansiedade.
A maioria dos pesquisadores, e das mais diversas tendências ideológicas e científicas, falam num consenso; A Depressão teria uma origem BIO-PSICO-SOCIAL, ou seja, de fatores biológicos, psicológico e sócio ambiental. A Depressão pode ser de origem endógena, quando é devida a fatores constitucionais, internos, de origem biológica e/ou predisposição hereditária. Ou de origem exógena, devido a fatores do ambiente, como por exemplo, o estresse, circunstâncias adversas, problemas profissionais, familiares, momentos de perda, de ruptura, etc.
Os principais sintomas da depressão são: Humor deprimido; Interesse ou prazer acentuadamente diminuído; Sentimentos de desamparo e desesperança; Irritabilidade ou inquietação; Perda ou ganho significativo de peso sem estar em dieta; Insônia ou hipersonia (sono excessivo); Agitação ou retardo psicomotor; Fadiga ou perda de energia; Sentimento de inutilidade, Auto-aversão, ou culpa excessiva ou inadequada; Capacidade diminuída de pensar ou concentrar-se, ou indecisão; Sintomas psicossomáticos (enxaqueca, taquicardia, gastrites, diarréias, dores musculares, dores nas articulações (juntas, alergias, asma, entre outros); Pensamentos de morte recorrentes, ideação suicida recorrente, tentativa de suicídio ou plano específico para cometer suicídio; Os sintomas devem estar presentes na maior parte do dia e no período superior a duas semanas. Os episódios depressivos podem ser: leve, moderado e grave. Somente o profissional habilitado poderá fazer o diagnóstico da depressão. O tratamento deverá ser com a orientação médica podendo ser medicamentoso (uso de remédios), em alguns casos crônicos poderá ser com Electroconvulsivoterapia (ECT).
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a DEPRESSÃO atinge 121 milhões de pessoas no mundo e está entre as principais causas que contribuem para incapacitar o indivíduo a desenvolver suas atividades. A OMS prevê que até o ano de 2020 a depressão será a 2ª maior causa de incapacidade e perda de qualidade de vida. A maioria dos pacientes deprimidos que não são tratados irão tentar suicídio pelo menos uma vez e 17% deles conseguem se matar. Com o tratamento correto, 70% a 90% dos pacientes recuperam-se da Depressão.
No âmbito da fé, pode um servo de Deus entrar em depressão? Sim. Temos alguns exemplos na Bíblia, como o caso do profeta Elias. Observando a vida de Elias podemos notar alguns fatores em relação à experiência vivenciada por ele.

Nº 01 – AS CAUSAS DA DEPRESSÃO DE ELIAS: Houve grande tensão e esforço no seu trabalho (1ª Rs 18.17, 18). Acusado de perturbador e em face ao desafio contra 450 profetas de Baal, Elias instigou o povo de Israel a vencer o desafio e mandou matar os profetas de Baal. Em seguida há uma ameaça contra a sua vida (1ª Rs 19.1, 2). Diante da manifestação do poder de Deus Elias poderia acreditar em um arrependimento global do povo de Israel e do rei Acabe. Fato que não ocorreu, diante disso podemos acreditar em um sentimento de frustração da parte de Elias. Além disso, houve um estresse mediante as adversidades vividas por ele, a ponto de ficar com medo e fugir desta situação (1ª Rs 19.3).

Nº 02 – OS SINTOMAS DA DEPRESSÃO DE ELIAS: Podemos identificar alguns sintomas característicos da depressão em Elias no texto bíblico: “Ele mesmo, porém, se foi ao deserto, caminho de um dia, e veio, e se assentou debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte e disse: Basta; toma agora, ó SENHOR, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais. Deitou-se e dormiu debaixo do zimbro; eis que um anjo o tocou e lhe disse: Levanta-te e come. Olhou ele e viu, junto à cabeceira, um pão cozido sobre pedras em brasa e uma botija de água. Comeu, bebeu e tornou a dormir. Voltou segunda vez o anjo do SENHOR, tocou-o e lhe disse: Levanta-te e come, porque o caminho te será sobremodo longo (1ª Rs 19.4-7, grifo meu). Alguns sintomas como: HUMOR DEPRIMIDO, SENTIMENTOS DE DESAMPARO E DESESPERANÇA, PENSAMENTO DE MORTE, SENTIMENTO DE INUTILIDADE E CULPA, E SONO EXCESSIVO; São descritos no CID-10 e DSM-IV, ambos utilizados pelos médicos para diagnosticar a depressão.

Nº 03 – O PROCESSO TERAPÊUTICO DE ELIAS: Deus iniciou o processo terapêutico em Elias através de uma pergunta reflexiva: Que fazes aqui, Elias? (1ª Rs 19.9, 13). Nos versos 10 e 14 Elias responde: “Tenho sido zeloso pelo SENHOR, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derribaram os teus altares e mataram os teus profetas à espada; e eu fiquei só, e procuram tirar-me a vida”. Aqui podemos perceber que Elias havia perdido a visão de Deus, pois ele fixou em sua mente nos problemas enfrentados e ainda nos que havia de enfrentar, ao invés de continuar confiando em Deus. Mas isso é compreensível a partir do momento que podemos conhecer a fisiologia do corpo humano, quando os níveis de alguns hormônios diminuem na sinapse (comunicação entre os neurônios) principalmente a serotonina.

Deus desafiou Elias a restaurar sua percepção acerca de sua realidade, e disse a Elias: “Sai e põe-te neste monte perante o SENHOR. Eis que passava o SENHOR”. Em seguida ocorrem alguns fenômenos tais como: “e um grande e forte vento fendia os montes e despedaçava as penhas diante do SENHOR, porém o SENHOR não estava no vento; depois do vento, um terremoto, mas o SENHOR não estava no terremoto; depois do terremoto, um fogo, mas o SENHOR não estava no fogo; e, depois do fogo, um cicio tranqüilo e suave”. Com tais manifestações Elias restaurou a memória e os sentidos em saber quem é Deus e tudo o que Ele pode e poderia continuar fazendo através de seu ministério. Elias estava atento a Deus, no final deste texto está escrito: “OUVINDO-O Elias, envolveu o rosto no seu manto e, saindo, pôs-se à entrada da caverna. Eis que lhe veio uma voz e lhe disse: Que fazes aqui, Elias?” (1ª Rs 19.11-13). Deus motivou Elias mostrando-lhe propósitos e objetivos em sua vida a se cumprir (1ª Rs 19.15-19.a).
Elias entrou em depressão, porém não permaneceu deprimido. Deus o ajudou em sua recuperação através da comunicação e nós também temos a arma espiritual chamada oração para nos comunicar com Deus (1ª Pd 5.7; Fp 4.6-8). A palavra de Deus restaurou em Elias sua percepção da realidade alterada. Nós somos fortalecidos e sustentados também pela Palavra de Deus (Sl 119.28, 50, 92). Elias foi motivado pelas promessas do Senhor, assim também ocorre conosco (1ª Co 15.58; Hb 6.10; 2ª Pd 1.4).
Elias foi um servo fiel a Deus e mesmo assim passou por um período depressivo, no entanto, foi restaurado pela Graça de Deus, note que o Senhor em nenhum momento o acusou de algo, mas prontamente se apresentou para ajudá-lo. Da mesma forma o Senhor está presente em todos os momentos para nos ajudar em nossos conflitos pessoais. Elias não tomou remédio ou fez qualquer tratamento secular, mas isso não significa que em alguns casos os servos de Deus não precisam tomar medicamento ou seguir as instruções médicas; pois a Depressão não é apenas de origem psicológica, mas também orgânica, sendo assim, neste caso é necessário procurar ajuda médica. Mas em todos os casos o mais importante é buscar ao Senhor, pois sem Ele nada podemos fazer.

Pr. Alexandro S. Nogueira
Segunda Igreja Batista em Ariquemes

Compartilhe
Fechar Menu